english español français nederlands português italiano
International Federation for Spina Bifida and Hydrocephalus
página inicial search mapa do site contactos disclaimer
International Federation for Spina Bifida and Hydrocephalus - Homepage

Introdução

Lidar com a incontinência

Alergia ao Latex

Mobilidade

Prevenção de Defeitos do Tubo Neural

Informação para futuros pais

Vivendo com Spina Bifida: Testemunhos

Panfletos para adolescentes com Spina Bifida

 

Spina Bifida

Escaras de pressão

Muitas pessoas com Spina Bífida, irão, em algum momento, desenvolver uma ferida de pressão. Normalmente não há culpas de ninguém e há muitas coisas que podem ser feitas para as prevenir. Contudo, para se fazer isso, é importante perceber as suas causas.

Causas
A má circulação abaixo da cintura significa que as células não conseguem adequadas quantidades de oxigénio que as mantenham saudáveis. Nem conseguem livrar-se dos desperdícios.
Um sistema do corpo chamado sistema linfático funciona em simultâneo com a circulação para remover o líquido e produtos de desperdício. Este processo também não funciona tão eficientemente em pessoas com SPINA BÍFIDA como deveria, por isso pode existir um aumento de líquido nas pernas. Isto chama-se edema. Todas estas coisas juntas significam que as Escaras de pressão podem desenvolver muito rapidamente e demorar muito tempo a sarar.
Problemas neurológicos (nervos) associados à SPINA BÍFIDA e a resultante perda de sensibilidade significam que pouco ou nenhum desconforto é sentido e, como tal, não se sente impulsionado a mexer-se e a reduzir a pressão numa parte específica do corpo.
A incontinência tornará a pele mais propensa a estragar-se já que tanto as fezes como a urina contêm substâncias que fragilizam a pele e causam infecções.

Prevenção (reduzir o risco)

* Mude a sua posição. Em cada 20 minutos, levante o seu traseiro da cadeira e mude a posição das suas pernas.
Isto permite ao sangue fluir normalmente por uns segundos (é o que é preciso!). Se é difícil levantar o seu traseiro, então tente mudar de posição: inclinando-se para a frente ou de um lado para o outro.

* Inspecção regular da pele. Idealmente o corpo inteiro deveria ser inspeccionado à noite e manhã procurando sinais de alguma vermelhidão ou mudanças na pele. Se encontrar uma mancha vermelha e esta desaparecer rapidamente depois de ter aliviado a pressão na área, não há razão para alarme. Mas se a cor vermelha permanecer, este poderá ser o primeiro sinal do desenvolvimento de uma ferida. Deve-se estar atento a esta área e não fazer mais pressão nela. Um espelho com um grande cabo é muito útil para inspeccionar as costas e traseiro.

* Dieta – Uma dieta bem equilibrada é essencial tanto para a prevenção como a cura de Escaras de pressão. Uma ingestão adequada de líquidos ajuda a manter a pele flexível e hidratada. Os hidratos de carbono complexos (pão, arroz, massa) manterão os músculos saudáveis. Alimentos ricos em ferro, como os espinafres ajudam o sangue a levar o oxigénio pelo corpo às células. O zinco (um mineral) e a vitamina C ajudam a curar feridas e fornecem proteínas (presentes na carne, peixe, leite, queijo e manteiga).

* Vista roupa apropriada. Evite roupas muito apertadas, vincas, fechos ou botões que possam causar pressão. Sapatos ajustados são essenciais. Tenha cuidado quando sai da cadeira de rodas para não cair ou esforçar o corpo. Cremes como o Sudocream, Conotrane, Zinc e óleo de castor podem ser úteis para a protecção da pele contra a incontinência mas a protecção mais importante é limpar e mudar o mais cedo possível quando um «acidente» tenha acontecido.

Admissões no hospital
Se tiver de ir ao hospital e passar mais tempo do que o costume na cama, chame o chefe de enfermaria e diga-lhe que antes de o fazer precisará de um colchão para aliviar a pressão. As salas de operações também precisam de estar a par das suas necessidades antes de fazer a operação. Uma visita antes da admissão pode ser útil para si e para o staff. Se tem de visitar o Departamento de Emergências e Acidentes, recorde-lhes tão cedo quanto possível do seu alto risco de desenvolver feridas. O staff deve então assegurar-se que não fica num trolley ou numa cadeira de rodas mais de 20 minutos.

Tratamento
Se uma ferida se desenvolver, deverá ser avaliada o mais cedo possível por um enfermeiro especialista ou doutor que irá classificá-la e começar o tratamento apropriado. Existem muitos produtos diferentes disponíveis para tratar Escaras de pressão e seria impossível listá-los todos aqui. No entanto, este é um pequeno guia:

  • Se a pele está vermelha mas não gretada, uma segunda «pele» poderá ser usada tal como Op Site ou Tegaderm, para ajudar a prevenir uma  crise maior. Se a pele está gretada mas não infectada ou a sangrar, algo como Comfeel, Granuflex ou Allevyn podem ser aplicados. Estes pensos não devem ser mudados todos os dias a menos que deixem de estar fixos.
  • Para feridas profundas pode ser usado um gel como Intrasite ou Granugel. São muito bons para a ferida mas podem pingar por isso a parte superior pode precisar de ser mudada todos os dias (às vezes duas vezes por dia). Estes géis podem também ser usados para feridas infectadas. Os produtos mencionados são apenas alguns exemplos dos muitos produtos no mercado e quando podem ser usados. Não significa ser um guia definitivo e a ASBAH não apoia o uso de nenhum dos produtos listados ou não listados.
  • O melhor tratamento é o alívio da pressão da área afectada. Almofadas especiais e  colchões estão disponíveis e a equipa da comunidade (terapeuta ocupacional ou enfermeira) é responsável por avaliar e conseguir provisões destes. Se existem feridas recorrentes, pode ser necessário fazer uma maior avaliação das ajudas de alívio de pressão, equipamento, etc-  como cadeira de rodas e estilo de vida.

Prevenção das Escaras de pressão

  1. Levante o seu traseiro da cadeira cada 20 minutos.
  2. Mude a posição das suas pernas ao mesmo tempo.
  3. Controle a sua pele pelo menos uma vez por dia (duas vezes é melhor).
  4. Se está molhado ou sujo, limpe-se o mais rapidamente possível.
  5. Tenha cuidado quando sai da cadeira de rodas.
  6. Coma uma dieta bem equilibrada, incluindo uma variedade de fruta e vegetais, e beba bastantes líquidos limpos.

subscreva a nossa
folha informativa

 

 

IF Neurosurgery

Flour Fortification Initiative

Council of Europe

Include Everybody

European Year of Intercultural Dialogue

IFSBH Annual Report 2007

Global Partnership for Disability and Development

Folsaeure

International Disability and Development Consortium